Ação educativa ambiental sobre a água

S. Roque

40 alunos da EB Comendador Ângelo Azevedo participaram

A iniciativa “Água Segura”, no Dia Mundial da Água, que juntou a câmara municipal, a INDAQUA Oliveira de Azeméis e os alunos da Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo, teve como objetivo sensibilizar para a importância e segurança da água que chega a casa, através da rede pública de abastecimento.

No passado dia 22 de março, 40 alunos do 4.º ano da Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo, em São Roque da participaram na aula prática “Água Segura”. Com explicações simples e ajustadas ao público infantil, a iniciativa da INDAQUA Oliveira de Azeméis mostrou aos alunos como funciona o ciclo natural e urbano da água. Este último representa o conjunto de processos que fazem chegar água da rede pública até à população, recolhendo e tratando as águas residuais que daí resultam, antes de as devolver ao meio ambiente.
No âmbito da iniciativa “Água Segura”, os alunos foram ainda desafiados a fazer um desenho sobre as diferentes fases do ciclo da água. Estas ilustrações vão integrar um concurso que envolve a comunidade escolar de Oliveira de Azeméis.
“Para nós, estas ações são fundamentais. Temos de estar junto dos mais novos e incutir-lhes comportamentos positivos, alertando para a problemática da segurança da água. Sobretudo, porque temos ainda muitos alojamentos em Oliveira de Azeméis que ainda utilizam água de captações particulares”, explicou Nuno Laranjo, Diretor Geral da INDAQUA Oliveira de Azeméis, à margem da iniciativa.

6800 habitações que tem acesso a rede de água e saneamento, mas ainda não se ligaram
“Nós temos ainda um problema grave. As pessoas têm rede à porta e não se ligam aos sistemas”, explicou Nuno Laranjo à Azeméis TV/FM, que informou que são cerca de 30% os alojamentos que se encontram nesta situação, perto de 6800 habitações.
“Procuramos transmitir confiança na água da rede, que é 100% segura, e explicar que existe uma equipa de profissionais dedicados a garantir que, quando as pessoas abrem as torneiras em suas casas, têm uma água de confiança”, acrescentou.

O trabalho da autarquia
“A Câmara Municipal está no terreno desde sempre e é responsável por permitir que se possa recolher o lixo que depositamos nos contentores, que se possa ter uma rede de água e saneamento”, referiu o vereador Rui Luzes Cabral. Lembrando que há 10 anos a água e saneamento são geridos de forma partilhada com a INDAQUA Oliveira de Azeméis, o vereador afirmou que a empresa “está a fazer um excelente trabalho, nesse domínio, seja juntamente connosco, na construção de rede, seja nestas ações de sensibilização que são muito importantes”.

Em causa a saúde pública 
Também presente da cerimónia, a Delegada de Saúde de Oliveira de Azeméis, Sofia Silva Rocha, que lembrou a importância da água da rede pública, enquanto garantia de segurança: “Sabemos que a água da torneira passa por um processo de tratamento. Isto vai levar a que sejam eliminados substâncias, constituintes, metais pesados e microrganismos que possam provocar doença humana. É, de facto, extremamente relevante que não façamos o consumo de uma água que não seja tratada e não seja analisada. Aquela que nos dá mais segurança é sempre uma água que é da rede pública”. “É sempre um problema de saúde pública, a água que não seja tratada e escassa será sempre um problema”, referiu.

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
UEFA Euro 2024 - Portugal vs Chéquia
14/06/2024
Mercadinho de Rua - Entre, A Rua é Sua!
14/06/2024
Feira do Livro 2024
14/06/2024
Concerto Nininho Vaz Maia
14/06/2024
Inscrições abertas para os artesãos que queiram participar no 'Paço del Rey'
14/06/2024
Derrota pesada (6-1) ditou o fim do sonho do Campeonato Nacional de Hóquei Patins
13/06/2024
Tribunal rejeitou pedido de indemnização do Município no âmbito do processo ‘Ajuste Secreto’
13/06/2024
Santos Populares no Parque Molinológico de Ul
13/06/2024