Cesar entregou 70 refeições e mais de 700 peças de roupa a sem-abrigo

Destaques Cesar

A iniciativa contou com a participação e envolvência de toda a Paróquia de Cesar e do comércio tradicional local.

> 9º ANO DE CATEQUESE CONTAGIOU TODA A PARÓQUIA

O grupo do 9º ano de catequese de Cesar entregou 70 refeições e mais de 700 peças de roupa a sem-abrigo no Porto. A iniciativa contou com a participação e envolvência de toda a Paróquia de Cesar e do comércio tradicional local.

A ideia partiu do 9º ano de catequese, mas rapidamente toda a Paróquia de Cesar se deixou levar pelos ventos da solidariedade e aderiu em massa ao apelo lançado pelos jovens. “A ideia era conseguir que cada casa trouxesse uma peça de roupa, mas conseguimos muito mais”, começou por explicar Orlando Oliveira, um dos catequistas, ao Correio de Azeméis. Todo este trabalho solidário foi feito em articulação com a associação 'Caminhos de Amor', uma associação portuense que presta auxílio a sem-abrigo daquela cidade. O comércio local da freguesia também respondeu ao apelo e garantiu que fossem entregues cerca de setenta refeições. Ao Correio de Azeméis, Orlando Oliveira descreveu a alegria de Mariana, a grande mentora do projeto 'Caminhos de Amor', que revelou que “nunca tinha recebido tanta coisa ao mesmo tempo". Mais uma vez a freguesia de Cesar demonstrou o seu lado mais solidário unindo-se por uma causa e envolvendo os mais novos que assim começam a perceber que "só todos juntos é que conseguimos", destacou o catequista Orlando.

 

“Existem tantas associações de ajuda  e apoios a estas pessoas que às vezes não entendo porque é que ainda há tanta gente na rua. É preciso fazer algo para que estas pessoas percebam que não são apenas uns sem-abrigo que não têm valor para o mundo, mas que são homens e mulheres que devem ser ouvidos e ajudados”.

João Silva, catequizando, Cesar

 

“No momento da entrega dos bens observei o carácter e os gestos das pessoas que iam aparecendo, isso permitiu-me perceber que aquelas pessoas são iguais a todas as outras e que não devemos julgá-las por nada.Neste momento posso afirmar que só reconhecemos a dignidade do outro quando nos deparamos nos seus pormenores de vida . Este dia vai permanecer na minha memória”. 

Carolina Maia, catequizanda, Cesar

 

“Achei uma visita comovente, tocou-me no coração e espero que aos meus colegas também, ao ver a realidade em que vivem aquelas pessoas e como ficaram felizes com a nossa boa ação. Acho que todos nós, comunidade, juntos conseguiremos com que haja uma menor quantidade de pessoas sem-abrigo”.

Maria João Pinho, catequizanda, Cesar

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Oliveirense surpreendida na Póvoa
13/04/2024
Nuno Pires deixa a liderança do PSD em O. Azeméis
12/04/2024
Agrupamento Soares Basto caminhou pela saúde
12/04/2024
Câmara e IP chegam a "acordo de princípio" para a construção da rotunda do Largo do Cavaco
11/04/2024
Oliveirenses entre os detidos por tráfico de droga
10/04/2024
Mulher ferida em colisão entre dois carros
10/04/2024
Trânsito cortado entre o dia 22 e 24 de abril
10/04/2024
Emblemático & Original vai celebrar sete anos
10/04/2024