Cesar Solidário – quem põe os talentos a render recebe cem por um

Carlos Costa Gomes

Carlos Costa Gomes *

A vila de Cesar e de Fajões, unidas por ato virtuoso e por pessoas virtuosas. Aristóteles, na sua ética a Nicómaco, fala-nos das virtudes que devem ser cultivadas pela pessoa. Refere este autor que as virtudes são disposições de espírito que devem ser cultivadas interiormente por cada um de nós.

O ato solidário gerado no interior da Comissão “Cesar Solidário” – Orlando Oliveira, Luis Oliveira, Eugênia Pinho, Maria Céu Nogueira, Joaquim Pereira, Joana Oliveira, José Augusto, Jorge Pinheiro – representa para além do gesto de filantropia  e de benemerência, o altruísmo que é uma virtude e quem a cultivar não só faz os outros felizes como também aumenta a sua felicidade.  
Na verdade, o momento vivido no passado dia 28 de maio ficará para a história das duas vilas que em unidade na mesma causa souberam dar as mãos e bem fazer em favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fajões.
O momento e o movimento “Cesar Solidário” em favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fajões mostra bem que há muito mais a unir a vida das duas vilas. Que outros exemplos a seguir a este se possam vislumbrar e que a Comissão “Cesar Solidário” possa estimular outras iniciativas e estas frutificarem e gerarem ondas de solidariedade humana entre as vilas vizinhas, tal como foi a onda gerada por este movimento que não só alcançou o objetivo inicial como o duplicou. De facto, os talentos não podem ficar escondidos e quem os põe a render, receberá cem por um. 
“Cesar Solidário” deu muito: duas ambulâncias e diverso equipamento no valor de 157 mil euros; deu, de facto, muito, mas tal como deram desinteressadamente receberam pelo seu ato virtuoso de generosidade e altruísmo as maiores “bênçãos e reconhecimento pelo bem que fizeram. Na verdade, se a virtude maior foi de colocar a fé nesta causa, a tarefa de maior complexidade foi a de levar os cesarenses a acreditar – isto é, pôr o coração no coração de quem acreditou que era possível atingir o objetivo a que se propuseram.
À Comissão “Cesar Solidário” bem-haja. O vosso trabalho que envolveu todos os cesarenses edilidade local e camarária, é muito mais do que a entrega de ambulâncias e equipamento; o vosso feito foi o de unir Cesar e Fajões numa causa comum. 
 *Prof. Doutor, Presidente da Assembleia de Freguesia de Cesar

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Azemad vai instalar o piso para a Final Four da Liga dos Campeões
16/04/2024
Direção da Banda de Loureiro demitiu-se
15/04/2024
Vitória esclarecedora em Valongo
14/04/2024
RC Nogueirense muito perto da subida e GD Fajões vence em Santiais
14/04/2024
PJ investiga desaparecimento de dirigente da PARC
14/04/2024
160 pessoas percorreram os trilhos do Parque Molinológico
14/04/2024
FC Pinheirense volta a vencer e já é 4º
14/04/2024
FC Macieirense venceu e AC Cucujães perdeu
14/04/2024