‘Clube Sénior’ combate o isolamento em Travanca

Destaques Travanca

Clube Sénior de Travanca reúne-se todas as terças-feiras e participa, de forma assídua, em várias atividades associativas no concelho.

Travanca> Falta de transporte dificulta atividade do clube

Foi há anos que o Clube Sénior de Travanca foi reativado, um grupo que participa de forma muita ativa no movimento associativo oliveirense. A Azeméis TV/FM assistiu e transmitiu uma tarde de atividades deste clube. A falta de um transporte próprio e o sonho de terem uma sede própria foram temas em destaque.

Todas as terças-feiras, o Clube Sénior de Travanca ‘abre portas’ e proporciona uma tarde diferente aos seus elementos. É um grupo inquieto a nível associativo, participando de forma assídua em várias atividades. Recentemente participaram na ‘Festa das Coletividades da União de Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz’. Em declarações à Azeméis TV/FM, foram muitas as vozes que lamentaram as dificuldades no campo do transporte. Muitas têm que se deslocar de táxi, o que condiciona a atividade do grupo, ainda que os custos sejam suportados pelo clube e pela união de freguesias. O clube, aguarda assim, que as carrinhas, que foram prometidas às freguesias por parte da câmara municipal de Oliveira de Azeméis, sejam entregues e que possa fazer com que o grupo se possa deslocar fora de portas com maior facilidade. 

“Estamos um bocadinho limitadas, porque não é barato o transporte, apesar da união de freguesias nos pagar metade do custo dos transportes. Desde o início, temos o sonho de ter um espaço nosso, apesar de termos esta sala que nos é disponibilizada para a câmara municipal. O mais importante é as pessoas virem buscar aqui o que não têm casa. Queremos que as pessoas se sintam úteis ao aprender coisas novas”. 
Rosário Ribeiro, vice-presidente do Cl. Sénior de Travanca

“É bom para as senhoras que estão mais isoladas e  passam muito tempo dentro de casa. Praticam artes, fazem ginástica, cantam e é muito bom”. 
Lurdes Silva, professora ‘d’artes’, Travanca

“Pala além dos trabalhos, cantamos música tradicional portuguesa. É muito bom, é uma animação”.
Glória Oliveira, animadora, Travanca

“Eu gosto de vir para aqui. Se pudesse ser, gostava que fosse mais vezes por semana”. 
Teresa Oliveira, Travanca

“Isto é uma maravilha. Fazemos de tudo um pouco. Falta-nos um transporte para sairmos mais vezes”.
Maria Odete, Travanca

“Falta-nos um transporte, porque para irmos para algum lado quem paga é o clube. Temos que ir fazendo algumas atividades para angariar algum dinheirinho para essas despesas”. 
Helena Almeida, Travanca

“O intercâmbio que temos com os mais pequeninos, é uma boa valia”. 
Fernanda Nobre, Travanca

“Fazemos um conjunto de atividades, como bordar. Cantamos todas, temos duas orientadoras que nos ajudam”. 
Fernanda Oliveira, Travanca

“Fazemos muitas atividades com os meninos da pré. Aprendemos uns com os outros. Estou cá desde o princípio do clube”.
Aldina Oliveira, Travanca


“Fazemos bordados, rendas, macramés, tudo. No natal fizemos um presépio em macramé que foi premiado no concurso dos presépios”. 
Lurdes Almeida, Travanca

“Aprendi coisas que não sabia fazer ao fazer trabalhos para as nossas atividades”.
Maria Rocha, Travanca
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
16 anos de Família McDonald's de São João da Madeira
18/07/2024
Campeões da UDO recebidos pela câmara municipal
18/07/2024
Pinheiro da Bemposta ganhou nova superfície comercial
18/07/2024
Homem ferido em colisão entre bicicleta e automóvel
18/07/2024
Homem ferido em acidente nas obras da Linha do Vouga
18/07/2024
Avenida João Pinto Bessa (Cucujães) vai ser requalificada
18/07/2024
Oliveirense jogou o terceiro amigável desta pré-época
17/07/2024
Estádio do Mergulhão vai ser casa do C. Albergaria
17/07/2024