Contraditório

PSD

José Campos *

Na semana passada o primeiro-ministro anunciou um conjunto de medidas direcionadas aos jovens. Algumas dessas medidas são de carácter fiscal. Os objetivos principais destas medidas passam pela fixação de jovens portugueses no nosso território, evitando que gerações com grandes qualificações coloquem o seu conhecimento e trabalho ao serviço de outros países, numa altura em que em Portugal estamos com graves problemas demográficos. 
Podemos discutir se são as medidas necessárias e suficientes para estimularem a nossa juventude a permanecer em Portugal. Podemos discutir se se trata de apenas mais um anúncio sem efeitos práticos nos próximos tempos, como tantas e tantas vezes acontece com este governo socialista, mas isso seria seguramente tema para um artigo bem mais extenso.
Neste caso refiro-me a estes anúncios do primeiro-ministro para fazer um paralelismo com o que se passa no nosso concelho.
Os vereadores do PSD têm alertado várias vezes para a necessidade do executivo encarar o estímulo à permanência no concelho dos nossos jovens, quando terminam os seus estudos, como algo essencial e estratégico para o futuro de Oliveira de Azeméis. Contudo, o que temos visto da parte do executivo, é uma inação que nos preocupa. Não há uma política de incentivo à manutenção dos nossos jovens no mercado de trabalho em Oliveira de Azeméis. Não há incentivo à manutenção dos jovens que estudam no ensino superior no nosso concelho para que aqui queiram estabelecer-se.
O executivo socialista parece esperar que o problema de desertificação do nosso território se resolva por si, ou seja resolvido por outros. Que políticas habitacionais temos em Oliveira de Azeméis? O que sabemos é que no que diz respeito à estratégia habitacional, arrancamos tarde em relação aos nossos vizinhos e ninguém percebe muito bem o que pretende o município. Que mecanismos de apoio aos jovens para construírem em Oliveira de Azeméis, ou procurarem casa em Oliveira de Azeméis existem? Nenhuns.
Por fim, e não obstante os sucessivos apelos, da parte do PSD, para que existam medidas fiscais de apoio às famílias e aos jovens, nomeadamente a baixa do IRS, o que vemos da parte do executivo é um redondo não a esta nossa proposta. Será que agora que o governo socialista parece avançar nesse sentido, a nível local vamos ver o PS a mudar de opinião? Esperemos bem que sim.
E esperamos também outras medidas que fomentem a fixação dos jovens e o desenvolvimento do nosso concelho!
  * Vereador da Câmara Municipal pelo PSD
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Fátima Lopes: " A leitura é dos melhores alimentos para a alma"
20/06/2024
Tiago Ferreira arrancou de Oliveira de Azeméis para obter recorde mundial
20/06/2024
Tomada de posse da nova Comissão Política Concelhia do PSD no próximo dia 28 de junho
20/06/2024
Marchas Populares de volta à Escravilheira
20/06/2024
Mulher ferida em colisão entre dois carros
19/06/2024
Escola Livre de Azeméis acolhe pela 1ª vez Campeonato Feminino Sub-19
19/06/2024
Oliveirense volta a estar na luta pelos títulos nacionais
19/06/2024
Arraial de S. Roque começa a ser tradição
19/06/2024