Estado da rua em Madaíl prejudica empresário

Destaques Madail

Presidente da união de freguesias explicou

Um assinante do Correio de Azeméis reportou uma situação que tem afetado a empresa que criou há quase 50 anos e que agora está o filho a gerir. Na Rua Joaquim Moreira, em Madaíl, junto à empresa de fabrico de calçado Tavares e Silva, Lda, a rua de entrada dos clientes encontra-se num estado de degradação assinável, ficando mais evidente nesta altura de mau tempo.

Adílio Tavares, antigo dono da empresa, explicou que em 2021 foi colocada uma vedação de forma indevida num terreno adjacente ao da empresa, que limitou o espaço por onde entram os clientes que visitam as instalações. Esta situação fez com que já tenha havido clientes que se recusaram a entrar nas instalações, devido à falta de condições do acesso. Para Adílio Tavares, esta situação está a prejudicar a fábrica, passando também uma “má imagem do concelho”, refere o antigo proprietário ao Correio de Azeméis, pedindo que seja feita alguma intervenção. 
Em declarações ao Correio de Azeméis, Manuel Alberto, presidente da União de Freguesias de Oliveira de Azeméis, Santiago Riba-Ul, Ul, Macinhata da Seixa e Madaíl, explicou que está a par da situação mas que, no entanto, e tal como explicou ao proprietário, existe um projeto para aquela rua, futura Rua do Lagoeiro, com vista a criar ligação entre a Rua Padre Albergaria e a Rua de São Mamede, de forma a desviar as pessoas “de uma zona que é complicada, que é o acesso da Rua Joaquim Moreira, à Padre Albergaria”, referiu o presidente da união de freguesias. 
Manuel Alberto referiu ainda que “antes de entrarmos na junta em 2017, já era prevista essa rua. Há mais de 10 anos que está prevista ser feita. O problema são questões relacionadas com cedências de terrenos”, acrescentando que “quando chegamos à junta, essa rua já tinha sido retirada do plano Plurianual dos investimentos da câmara. E nós em conversa com o presidente, entendemos que essa rua pode ser muito importante para a freguesia”. 
Questionado sobre quando será feita essa intervenção, o presidente da união de freguesias explicou ao Correio de Azeméis, que não há previsão, mas que “poderá ser no início do próximo ano”.

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Fátima Lopes: " A leitura é dos melhores alimentos para a alma"
20/06/2024
Tiago Ferreira arrancou de Oliveira de Azeméis para obter recorde mundial
20/06/2024
Tomada de posse da nova Comissão Política Concelhia do PSD no próximo dia 28 de junho
20/06/2024
Marchas Populares de volta à Escravilheira
20/06/2024
Mulher ferida em colisão entre dois carros
19/06/2024
Escola Livre de Azeméis acolhe pela 1ª vez Campeonato Feminino Sub-19
19/06/2024
Oliveirense volta a estar na luta pelos títulos nacionais
19/06/2024
Arraial de S. Roque começa a ser tradição
19/06/2024