Faleceu a Professora Isabel Vilhena

Destaques António Magalhães

António Magalhães *

Faleceu, no passado dia 23, a professora Isabel Maria Fernandes Guimarães Ferreira de Vilhena. Embora fossem conhecidos os padecimentos que de há muito a afligiam, nada faria prever este desenlace.
Com a morte da professora Isabel Vilhena, como todos a tratávamos, desaparece uma referência da nossa terra. Aderindo desde a primeira hora, nos alvores de Abril, ao Partido Social Democrata, foi, efectivamente, um sólido pilar no desenvolvimento do núcleo local, representando-o na Assembleia Municipal.  
Naturalmente, um tão rico percurso de vida não cabe num curto apontamento, mas será de lembrar a criação e dinamização do Movimento das Mulheres Social Democratas, o primeiro do país, a criação dos famosos “cabazes de Natal”, em tempos de grandes carências, toda a preocupação com os mais desprotegidos. 
Mas o ensino primário, reconvertido hoje em 1.º ciclo do ensino básico, deve-lhe muito. A aposentação de meu Pai, delegado escolar desde 1939 – o mais velho, em exercício, no país – criou, na perturbação de 1974/1975, um grave vazio. Um ou outro, que visivelmente ambicionara o cargo, cedo revelou uma total incompetência – que muitos, aliás, profetizaram. Eu próprio, que alguns quiseram sucessor natural, de longe seguira outros caminhos, leccionando, primeiramente no sempre saudoso Colégio, depois na Telescola. 
Foi então que a professora Isabel Vilhena e as colegas Leonilde e Rosário assumiram a Delegação Escolar, a que se juntou o professor Abílio Tavares, que foi, no ano 2000, o “coveiro” da Delegação Escolar, seculares instituições sepultadas em todo o país com o aparecimento dos agrupamentos escolares, etc., etc. 
De recordar aos mais novos as ciclópicas tarefas das delegações escolares. Quando a Internet e a informática vinham longe, ali se elaboravam, à mão e em quadruplicado, as folhas de vencimentos dos professores agregados e efectivos, também dos regentes, toda a extensa estatística, longos mapas estendidos por toda a secretária. Eram, então, cerca de duzentos os professores e regentes em exercício no concelho. 
Tempos difíceis, que a professora Isabel Vilhena e outros viveram. E que muitos poucos recordam.
Faleceu a professora Isabel Vilhena. Paz à sua alma. Cumprimentos de pesar à família enlutada.
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
UEFA Euro 2024 - Portugal vs Chéquia
14/06/2024
Mercadinho de Rua - Entre, A Rua é Sua!
14/06/2024
Feira do Livro 2024
14/06/2024
Concerto Nininho Vaz Maia
14/06/2024
Inscrições abertas para os artesãos que queiram participar no 'Paço del Rey'
14/06/2024
Derrota pesada (6-1) ditou o fim do sonho do Campeonato Nacional de Hóquei Patins
13/06/2024
Tribunal rejeitou pedido de indemnização do Município no âmbito do processo ‘Ajuste Secreto’
13/06/2024
Santos Populares no Parque Molinológico de Ul
13/06/2024