Junta quer erradicar contentores da Escola de Casalmarinho

Fajões Freguesias

Há muitos anos que a cantina e a Componente de Apoio à Família (CAF) da escola primária de Casalmarinho, em Fajões, funcionam em contentores. Na última Assembleia de Freguesia, o executivo apresentou a proposta submetida à Câmara para a construção do edifício para a CAF e para a cantina da escola que, na reunião do executivo municipal, já tinha sido aprovada por unanimidade. “Foi mais um desafio que o executivo entendeu de forma interessante porque há muitos anos que a escola está a funcionar em contentores”, explicou o presidente da Junta de Freguesia de Fajões, Óscar Teixeira. “Olhamos para isto já há algum tempo, mas são bastantes os projetos que temos em mãos”, justificou. Apesar de ser um assunto que “não é da responsabilidade” da Junta de Freguesia, esta acabou por arranjar uma solução junto da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, desafiando-a para realizar a empreitada na EB1 de Casalmarinho. Em troca, a junta assume a realização do projeto. “Contribuímos, assim, para mais uma obra na freguesia de Fajões. O projeto está em desenvolvimento e é necessário aprovar esta parceria com a Câmara Municipal para que possamos continuar a desenvolver a freguesia, as nossas escolas e para dar qualidade de vida aos nossos jovens e às nossas crianças”, declarou Óscar Teixeira. Apesar de o ponto ter sido aprovado por unanimidade (com a ausência de dois elementos da oposição), o PSD considerou que deveria estar refletido o compromisso da Câmara Municipal em executar a obra num determinado prazo, de forma a “evitar demoras” no processo de arranque ou de conclusão. “Atendendo a que a Câmara Municipal tem técnicos qualificados, será que não tinham técnicos na área da arquitetura para desenhar esta obra? Não têm capacidade para isso?”, questionou o líder da oposição, Jorge Paiva. Em resposta, Óscar Teixeira sublinhou que o município “não vai dar dinheiro” e que “não podem estar à espera que as coisas aconteçam”. “Todos sabemos que na Câmara existem técnicos para estes projetos. Eles têm muitos projetos em mãos e apercebemo-nos da falta de volume para avançar rapidamente com a obra”, esclareceu. “É preciso avançar. Estamos a investir na população para que não se espere dez anos”, afirmou. Paviazeméis cobra dívida de 75 mil euros à Junta de Freguesia Na última Assembleia de Freguesia de Fajões foi divulgado o processo judicial da empresa Paviazeméis - Pavimentações de Azeméis, Lda. contra a Junta de Freguesia, relativamente à cobrança de dívidas de mandatos anteriores e que dizem respeito ao período de tempo entre 2004 e 2017. “A população deve ficar ciente do que temos em mãos. A dívida prende-se por estas pequenas dívidas que vamos resolvendo”, afirmou Óscar Teixeira. A secretária, Cláudia Silva, explicou que se tratam de várias faturas que remontam ao mandato de 2004 e que terminam em outubro de 2017. “Estas faturas são de anos anteriores e não nos dizem respeito. Há procedimentos que não foram cumpridos e, por isso, esta ação vai ser contestada”, avançou Cláudia Silva. “Não estávamos à espera de receber esta dívida, mas analisámo-la calmamente e temos todos os elementos para a contestar”, assegurou, acrescentando que os executivos anteriores “terão de dar respostas”. O social-democrata Jorge Paiva expressou o desejo de consultar o processo judicial, que engloba também cinco contratos de empreitadas. “Até gostava de fazer parte e dar o meu testemunho”, declarou.

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Azemad vai instalar o piso para a Final Four da Liga dos Campeões
16/04/2024
Direção da Banda de Loureiro demitiu-se
15/04/2024
Vitória esclarecedora em Valongo
14/04/2024
RC Nogueirense muito perto da subida e GD Fajões vence em Santiais
14/04/2024
PJ investiga desaparecimento de dirigente da PARC
14/04/2024
160 pessoas percorreram os trilhos do Parque Molinológico
14/04/2024
FC Pinheirense volta a vencer e já é 4º
14/04/2024
FC Macieirense venceu e AC Cucujães perdeu
14/04/2024