‘Mercadinho de Rua’ realizou-se pela primeira vez

Destaques Concelho

Mercadinho de Rua’ quer atrair os produtores locais do concelho de Oliveira de Azeméis

A primeira edição do “Mercado de Produtos Locais – Entre a rua é sua” realizou-se, este domingo, entre as 09h00 e as 12h30, no Largo da República. A iniciativa, que visa dinamizar o centro urbano e revitalizar a economia local disponibilizando à população a venda direta de produtos da terra, tradicionais e de qualidade, juntou cerca de 14 comerciantes oliveirenses.

Sendo permitida a venda de produtos hortícolas de consumo imediato e fresco, produtos agrícolas, secos ou frescos, frutas, produtos agroalimentares (pão e produtos associados), mel, doces, compotas, bolos, chocolates artesanais, enchidos, queijos e produtos associados, flores, plantas, sementes e artesanato. A Azeméis TV/FM foi perceber qual opinião dos comerciantes relativo à primeira edição desta iniciativa.

As restantes edições realizar-se-ão todos os meses até outubro, nos primeiros e terceiros domingos de cada mês. Excecionalmente e durante o mês de julho o mercadinho não se realizará.

 

 

“Estou contente, espero que continue sempre assim e era bom que fosse todos os domingos. Já costumo estar a vender no mercado municipal estes meus produtos hortícolas e esta é mais uma ajuda.”

Manuel Leite, Ul

“Nunca tinha participado em nada do género e estou a gostar bastante, está a correr muito bem. Tenho aqui o meu próprio produto, que é essencialmente bijutaria, da minha marca D’earings. É todo feito há mão, são peças únicas e bonitas.”

Diana Florêncio, Oliveira de Azeméis

“É uma forma de mostrar os meus produtos, onde geralmente só mostro através da internet e só por isso já está a correr bem. E mesmo que não venda nada, é sempre uma forma de divulgar e as pessoas ficam a conhecer a minha marca ‘Carly Jewels’, que podem encontrar nas redes sociais.”

Carla Silva, Oliveira de Azeméis
 

“Esta iniciativa parece-me melhor que o street market, está tudo muito mais organizado e as pessoas estão aderir bastante. Eu faço macramé, uma arte milenar, mas que tem se tornado muito popular novamente. Faço desde porta-chaves, porta-moedas, e várias peças de decoração, quem tiver interessado pode ver visitar a minha página ‘Macramé by Sónia’.”

 Sónia Pinho, Oliveira de Azeméis

“O street market abrange um maior número de pessoas, mas penso que neste formato fica tudo um pouco mais uniformizado e acho que fica mais bonito. Eu faço algumas peças de artesanato, as peças vão variando conforme o dia a que é alusivo, como é hoje o dia da mãe. Quem quiser pode conhecer mais do meu trabalho através da minha página de Facebook ‘Andreia Guerra Crafts & Companhia’.”

Andreia Pinho, Oliveira de Azeméis

“Este conceito está melhor do que o street market, porque está mais concentrado, mais organizado, tens as bancadas todas iguais e penso que funciona melhor. Aqui essencialmente vendo peças de bijutaria, todas feitas por mim, e quem quiser pode pedir uma peça personalizada e fazer encomenda através da minha página ‘Missangada’.”

Beatriz Ferreira, São Roque

“Na minha opinião acho que é muito bom, principalmente nós que estamos no início deste projeto, e é bom para fazermos um pouco de publicidade o nosso trabalho. É uma oportunidade para nós oliveirenses promovermos o que é nosso, eu gosto da ideia e vou aproveitar o máximo que conseguir.”

 Joana Marques, Santiago de Riba-Ul

“A cidade precisa de dinâmica e esta foi uma boa aposta. Aqui fazemos vários trabalhos à mão, desde porta-chaves, porta-moedas, tudo produtos artesanais. E já veio aqui mais pessoa que aquilo que eu esperava, por isso está a correr bem. Para conhecer mais do nosso trabalho podem pesquisar no Facebook ‘Art & Cor’.”

 Liliana Soares, Oliveira de Azeméis

 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
16 anos de Família McDonald's de São João da Madeira
18/07/2024
Campeões da UDO recebidos pela câmara municipal
18/07/2024
Pinheiro da Bemposta ganhou nova superfície comercial
18/07/2024
Homem ferido em colisão entre bicicleta e automóvel
18/07/2024
Homem ferido em acidente nas obras da Linha do Vouga
18/07/2024
Avenida João Pinto Bessa (Cucujães) vai ser requalificada
18/07/2024
Oliveirense jogou o terceiro amigável desta pré-época
17/07/2024
Estádio do Mergulhão vai ser casa do C. Albergaria
17/07/2024