Oliveirense denuncia agressão do capitão do Benfica a Franco Platero

Hóquei em Patins Destaques Desporto

Agressão aconteceu quando os jogadores se cumprimentavam, de forma pacífica, no final do jogo

Num comunicado publicado esta segunda-feira nas suas redes sociais, a Oliveirense denunciou a "agressão inqualificável e inaceitável" do guarda-redes do Benfica a Franco Platero quando os jogadores se cumprimentavam no final do jogo 4 das meias-finais e que a Oliveirense venceu (2-1), forçando, assim, a 'negra' para decidir qual das equipas estará na final. A agressão aconteceu à frente da dupla de arbitragem, que expulsou o guarda-redes do Benfica. O clube de Oliveira de Azeméis pede que a "violenta agressão" "não passe impune" e que o "agressor seja punido imediatamente, pois há castigos que não podem ser adiados".

Leia o comunicado na íntegra:

𝗖𝗢𝗠𝗨𝗡𝗜𝗖𝗔𝗗𝗢

Após o final do jogo 4 das meias-finais do campeonato, e numa altura em que os atletas já se cumprimentavam entre si e à equipa de arbitragem, o nosso jogador Franco Platero foi alvo de uma agressão inqualificável e inaceitável por parte do guarda-redes do Benfica, Pedro Henriques, como testemunham, de forma explícita, as imagens do vídeo.

A União Desportiva Oliveirense lamenta e repudia tais comportamentos do capitão do SL Benfica, um jogador experiente e que, em momento algum, poderá ter atitudes destas dentro de pista, sobretudo quando o jogo já tinha terminado.

Como jogador profissional e capitão, a sua conduta deve ser de exemplo, sobretudo, para as gerações futuras e foram muitos os jovens que assistiram a este episódio triste que manchou o final do jogo.

Sendo a Federação de Patinagem de Portugal uma organização que, tal como os clubes e todos os agentes desportivos devem fazer, se rege pelos valores da ética e do fair-play, a União Desportiva Oliveirense acredita que a violenta agressão ao nosso jogador não passará impune e o agressor será punido imediatamente, pois há castigos que não podem ser adiados tal é a gravidade do ato cometido.

Lembramos que no final do jogo 2, o nosso preparador físico foi expulso também após o final da partida e cumpriu o castigo que lhe foi imposto logo no encontro seguinte, o que esperamos que também aconteça desta vez com o guarda-redes do Benfica.

Depois do que se passou dentro da pista e perante os olhares dos adeptos que lotaram o ‘Salvador Machado’, o guarda-redes do SL Benfica, Pedro Henriques, no caminho para o balneário e de forma desrespeitosa para com o nosso clube, partiu ainda uma porta de um dos balneários do pavilhão.

Esta é a verdade dos factos e as imagens não permitem outra interpretação do que realmente aconteceu, ao contrário do que alguns sites querem esconder ou tentar distorcer a realidade.

Perante isto, contamos que a campanha ‘Violência Zero’, à qual a Federação de Patinagem de Portugal aderiu e promoveu, não tenha sido em vão.

 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Fátima Lopes: " A leitura é dos melhores alimentos para a alma"
20/06/2024
Tiago Ferreira arrancou de Oliveira de Azeméis para obter recorde mundial
20/06/2024
Tomada de posse da nova Comissão Política Concelhia do PSD no próximo dia 28 de junho
20/06/2024
Marchas Populares de volta à Escravilheira
20/06/2024
Mulher ferida em colisão entre dois carros
19/06/2024
Escola Livre de Azeméis acolhe pela 1ª vez Campeonato Feminino Sub-19
19/06/2024
Oliveirense volta a estar na luta pelos títulos nacionais
19/06/2024
Arraial de S. Roque começa a ser tradição
19/06/2024