Pensar o Futuro

CDS

Constantino Tavares *

As maiorias absolutas poderiam e deveriam ser um instrumento útil à nossa sociedade, país e concelhos. O princípio não está errado, a forma como tem sido utilizado é que sim. 

Más práticas:

Temos visto uma incapacidade reformista. Se não se fazem corretamente nestas alturas, tudo será mais difícil. Maioria absoluta não é sinónimo de poder absoluto. Cria-se a sensação de que tudo o resto é um deserto de alternativas e de capacidades. Só o caos virá a seguir. Temos bem presente no nosso sistema político atual, o crescimento de alguns partidos que não se fazem pelas razões certas: programa político, ideais e capacidade de internamente promover a pluralidade. Os nossos eleitores perdem as ligações aos partidos. O partido ao qual pertenço vive essas dificuldades. Mas tenho a certeza que que iremos voltar para o lugar do qual nunca deveríamos ter saído, porque temos história e quadros, ao longo do tempo, de altíssima qualidade, como poucos. Aquelas mensagens populaças nada exequíveis não são nossas. Somos claros. Os nossos contributos são para o país. Não estes contra aqueles. Colocando sempre a parte positiva como primária. O cidadão como cada um de nós. O principal objetivo é chegar ao maior número possível de população. Acredito que fazemos falta ao nosso concelho e país. Só falta os eleitores reconhecerem a nossa coerência. 

* Presidente da CPC do CDS-PP

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Oliveirense oficializa saída de Edo Bosch
25/06/2024
Jovens que regressam: Motivações e investimento em regiões de baixa densidade após formação no ensino superior
24/06/2024
NAC é vice-campeão absolutos por equipas
24/06/2024
NAC volta à final da 3ª Divisão Nacional
24/06/2024
Faleceu o 'nosso' André, uma glória da Oliveirense
24/06/2024
Macieirense venceu a fase de grupos
24/06/2024
Mundialito Cesaz “promete agitar” a região
24/06/2024
Carlos Teixeira confirma candidatura a presidente da Oliveirense
24/06/2024