Politicamente (in)correto

CHEGA

Manuel Almeida *

No último fim de semana de Janeiro realizou-se a V Convenção Nacional do partido CHEGA, que serviu para clarificar e retificar alguns pontos a pedido do Tribunal Constitucional. Mas, esta Convenção também serviu para discutir ideias entre todos os delegados, afinar estratégias locais, promover a união entre todos e em torno do nosso partido, definir metas e traçar objectivos.

Ficou claro que os portugueses podem continuar a contar com a nossa assertividade no parlamento, iremos continuar com a coragem que os outros não possuem para debater determinados temas e sempre apresentaremos propostas que visem colmatar as necessidades dos portugueses, apesar de todas serem rejeitadas pelos partidos do sistema.
Enquanto agentes de autoridade, profissionais de saúde, bombeiros, corpos docentes e não docentes forem agredidos no desempenho das suas funções por bandidos protegidos por este sistema político bafiento, nós lá estaremos para defender os agredidos e não o agressor; enquanto existirem parasitas que vivem à custa da subsidiodependência por não quererem trabalhar e tivermos idosos, doentes crónicos e ex combatentes com pensões miseráveis que mal chegam para sobreviverem, nós lá estaremos para reivindicar melhores reformas e melhores pensões; enquanto existirem titulares de cargos públicos envolvidos em teias de corrupção e a beneficiarem de subvenções vitalícias, nós lá estaremos para exigir justiça; enquanto existirem deputados a esconderem-se cobardemente debaixo do manto da imunidade parlamentar, nós lá estaremos para os confrontar e dizer que não podem existir leis para uns e leis para outros.
Mas também continuaremos a fazer o nosso trabalho em Oliveira de Azeméis enquanto os oliveirenses não forem escutados, enquanto se esbanjar dinheiros dos nossos impostos em obras supérfluas que na sua maioria não respondem às necessidades dos oliveirenses; continuaremos por cá enquanto existirem oliveirenses que nos ligam, que nos enviam mensagem e que nos abordam nas ruas do nosso belo concelho e nos pedem para continuarmos a ser quem somos, a denunciar como denunciamos e a falar como falamos sem nos preocuparmos com o politicamente correcto.
Por tudo isto, todos os partidos do sistema podem traçar as linhas das cores que quiserem, mesmo até das cores do arco iris, mas nunca nos farão desistir de lutar por um país melhor, mais seguro, mais justo e com direitos e deveres iguais para todos!
* Presidente da comissão política Concelhia do CHEGA
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Catarina Teixeira venceu torneio de padel em Leça da Palmeira
14/07/2024
‘Juntos por uma bancada’ do GD São Roque juntou 350 pessoas
14/07/2024
Festa das Coletividades animou lugar da Mó, em Palmaz
14/07/2024
Macieirense entrou a ganhar na Taça de Portugal
14/07/2024
Homem morre em acidente de mota
14/07/2024
Sexta edição do Vila Fest junta cerca 7000 pessoas
13/07/2024
15 anos a celebrar o folclore no Largo da República
13/07/2024
Carregosa é vila há 34 anos
13/07/2024