Visão de futuro

PS

João Costa *

O município de Oliveira de Azeméis tem mais de quatro mil empresas e destaca-se como um dos concelhos do país que mais contribui, de forma líquida, para a economia nacional.

O saber fazer é um património que está intrinsecamente ligado aos oliveirenses.
Esta sabedoria destaca-se, essencialmente, como industrial, onde as empresas oliveirenses são líderes a nível nacional nos mais variados setores de atividade.
O município enquanto uma das entidades reguladoras do espaço público tem a responsabilidade de definir os espaços industriais no concelho. Depois de definidos estes espaços soma-se o desafio de os manter, melhorar e de os redesenhar, caso seja necessário.
1. Do ponto de vista da manutenção das zonas industriais no concelho, a rede viária é o principal ponto de melhoria pois, pelas características dos veículos que utilizam estas vias, é a que sofre com maior desgaste. A intervenção na rede viária é uma necessidade que se generaliza pelo concelho e que se agrava com o forte investimento no alargamento da rede de água e saneamento - uma necessidade básica que muitos oliveirenses ainda não têm acesso -, e ao qual se junta a falta de capacidade de resposta do mercado para executar este tipo de intervenções.
2. Ao nível da melhoria destas infraestruturas industriais é necessária uma capacidade de reflexão por parte do município sobre as novas necessidades que estes espaços precisam para se tornar atrativos. A intervenção na Zona Industrial de Oliveira de Azeméis será um bom exemplo sobre a agilização da mobilidade no espaço e que, pela redefinição da sua envolvência, torna aquele complexo um cartão de visita. 
3. O desafio de redesenhar os espaços industriais é um verdadeiro desígnio para o município que, pela preponderância desta atividade no concelho, não pode ficar para trás. Por isso, a importância de definir atempadamente o alargamento da área de acolhimento Ul/Loureiro e a contínua pressão às entidades competentes para que esta possa estar ligada à Nacional 224, pois a ligação confortável e rápida destas empresas às principais vias rápidas do país (A1, A29 e A32) é um importante fator de competitividade.
Ao mesmo tempo que trilhamos passos para assegurar estas necessidades básicas da nossa indústria temos também de preparar o futuro, em parceria com a academia e com as empresas, pois é expectável que a indústria sofra transformações significativas ao longo dos próximos anos.
 * Presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista
 

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
16 anos de Família McDonald's de São João da Madeira
18/07/2024
Campeões da UDO recebidos pela câmara municipal
18/07/2024
Pinheiro da Bemposta ganhou nova superfície comercial
18/07/2024
Homem ferido em colisão entre bicicleta e automóvel
18/07/2024
Homem ferido em acidente nas obras da Linha do Vouga
18/07/2024
Avenida João Pinto Bessa (Cucujães) vai ser requalificada
18/07/2024
Oliveirense jogou o terceiro amigável desta pré-época
17/07/2024
Estádio do Mergulhão vai ser casa do C. Albergaria
17/07/2024