Zonas industriais em discussão

Destaques Exclusivos Concelho

NO ‘POLITICAMENTE CORRETO’, NA AZEMÉIS TV/FM

O programa ‘Politicamente Correto’, na Azeméis TV/FM promoveu uma discussão sobre o “as infraestruturas das zonas industriais oliveirenses”. O debate contou com a do CDS-PP, António Pinto Moreira, do PS, Bruno Aragão, do PSD, José Campos, do BE, Diogo Barbosa, e do CHEGA, Manuel Almeida.

“Oliveira de Azeméis está bem situada geograficamente, estamos próximos da autoestrada que nos ligam à Europa, estamos perto do porto de Aveiro, do porto de Leixões. Temos uma grande deficiência nas vias locais que nos unem entre as várias zonas industriais.”
Manuel Almeida, CHEGA

“Somos um concelho situado numa zona propícia à industrialização. Somos um dos mais fortes a nível empresarial, com consequências muito positivas para a nossa economia. Não podemos estar satisfeitos com aquilo que já temos e as infraestruturas são dos temas mais urgentes a tratar no concelho”.
José Campos, PSD  

“Oliveira de Azeméis tem um espaço geográfico limitado, portanto temos de saber aproveitar bem aquela que temos e dar boas condições de vida aos trabalhadores dessa indústria (…) As vias que ligam as várias zonas industriais não têm qualidade suficiente para a indústria que temos.”
Simão Magalhães, BE

“Somos o sétimo concelho da Região Norte mais exportador. Esta marca tem uma consequência que é gerar pressão sobre as entidades públicas para gerar condições para que ela se mantenha. Hoje muitas empresas que se instalam, já não exigem apenas água e saneamento. As exigências são cada vez maiores e por isso é que os territórios têm de pensar nessas dimensões.”
Bruno Aragão, PS 

“A construção de unidades industriais de fábricas foi sempre mais rápida do que a capacidade do município em dar resposta em terrenos infraestruturados (…) Como é que nós estamos a discutir necessidades 1.0, quando entre 2011 e 2021 cresceu 50 por centro no seu produto interno, quando os concelhos aqui ao nosso lado vão muito aquém deste valor”.
António Pinto 
Moreira, CDS-PP
 
As queixas dos
empresários
“O saneamento é prioridade, a água também, e com os empresários que temos falado as principais queixas são do défice da rede viária. Em Loureiro houve camionistas que se recusaram a fazer cargas e descargas por causa da lama e isso não pode acontecer. Porque não criar um departamento direcionado só ao desenvolvimento das empresas? Haveria maior interação com as empresas.”
Manuel Almeida, CHEGA

“Aquilo que os empresários mais reclamam é o simples estado das estradas que passam à porta das empresas. E a sua preocupação vai não só com os clientes que visitam a fábrica e ficam com má imagem, há o problema do escoamento das mercadorias, do estrago dos carros e sobretudo as condições de acessibilidade dos seus trabalhadores (...) Nas últimas autárquicas tínhamos a criação de um departamento específico para apoio às empresas e para esta diplomacia económica. Em diversos sentidos, que tivessem autonomia para procurar investimento, para aconselhar e acompanhar investidores que se quisessem instalar no concelho e para dar resposta a muitas das solicitações dos empresários.”
José Campos, PSD

“As vias de acesso para a saída e entradas de acesso para as empresas não estão em bom estado, portanto essas queixas dos empresários e trabalhadores são completamente legítimas”. 
Simão Magalhães, BE
“Há muito tempo temos instrumentos públicos para organizarmos zonas industriais. Agora temos de resolver. O que é que está a acontecer para que nos últimos tempos o concelho esteja a atrair investimentos que já podia ter atraído há anos? Porquê que do nada o McDonalds, o Mercadona, estão a querer investir em Oliveira de Azeméis? É E evidente. Estão a perceber que vale a pena investir no nosso concelho.”
Bruno Aragão, PS 

“Há uma disponibilidade financeira da autarquia para dar como prioridade aquilo que é prioritário. Por conseguinte a reparação de pisos, o alinhamento de uma ou outra curva, são cosias de investimentos pequenos. (…) O desejável é nós termos uma política municipal para infraestrutura de zonas industriais, a última foi pensada há mais de 20 anos (...) A capacidade empreendedora e económica andou sempre à frente da câmara de forma transversal.”
António Pinto Moreira, CDS-PP

Partilhar nas redes sociais

Comente Aqui!









Últimas Notícias
Azemad vai instalar o piso para a Final Four da Liga dos Campeões
16/04/2024
Direção da Banda de Loureiro demitiu-se
15/04/2024
Vitória esclarecedora em Valongo
14/04/2024
RC Nogueirense muito perto da subida e GD Fajões vence em Santiais
14/04/2024
PJ investiga desaparecimento de dirigente da PARC
14/04/2024
160 pessoas percorreram os trilhos do Parque Molinológico
14/04/2024
FC Pinheirense volta a vencer e já é 4º
14/04/2024
FC Macieirense venceu e AC Cucujães perdeu
14/04/2024